INDÚSTRIAS INVESTEM EM PESQUISAS FRENTE AO CENÁRIO DE PANDEMIA

Atualizado: Mai 26




POR EGLE LEONARDI E JÚLIO MATOS


A Novartis acaba de anunciar um extenso conjunto de medidas para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), entre elas a criação de um fundo global para apoiar comunidades impactadas em todo o mundo. Já a Roche iniciará teste clínico de Fase III do Actemra / RoActemra em pacientes hospitalizados com pneumonia grave por Covid-19.


O Novartis Covid-19 Response Fund fornecerá US$ 20 mi (R$ 102 milhões) em doações para apoiar iniciativas de saúde pública projetadas para ajudar as comunidades a gerenciar os desafios impostos pela pandemia. A empresa estabeleceu um processo acelerado de revisão global que permitirá rápida aprovação e desembolso de subsídios individuais de até US$ 1 milhão (R$ 5,1 milhões). O fundo está aberto para conceder solicitações que serão processadas pelas afiliadas da Novartis nos países.


O objetivo é fornecer subsídios financeiros para iniciativas focadas, mas não limitadas, ao fortalecimento da infraestrutura de saúde local e nacional, incluindo financiamento de pessoal médico adicional, fornecimento de medicamentos e equipamentos médicos; ao estabelecimento de plataformas digitais para coleta de dados relacionados a Covid-19, entrega remota de serviços de saúde e disseminação eficaz de informações importantes sobre saúde pública, e criando ou aprimorando programas de saúde comunitária específicos para a resposta à pandemia.


"Estamos lidando com uma crise de saúde pública extraordinária e sem precedentes, que exige um nível incrível de envolvimento e colaboração entre governo, sociedade e negócios. Como empresa de medicamentos presente em mais de 140 países, estamos entrando em ação para fornecer suporte financeiro adicional a comunidades críticas ou programas nacionais que possam ajudar a atender às necessidades urgentes de saúde pública resultantes da pandemia da Covid-19”, disse o CEO da empresa, Vas Narasimhan, em publicação do World Pharma News.


Segundo ele, reconhecendo o poder de trabalhar juntos como uma indústria, a Novartis também está trazendo seu talento e capacidades, organização líder de P&D em duas iniciativas importantes de colaboração.


Pesquisa e Desenvolvimento


A Novartis também entrou em novos esforços de pesquisa colaborativa, como o Covid-19 Therapeutics Accelerator, coordenado pela Fundação Bill & Melinda Gates Foundation, Wellcome e Mastercard, além de uma parceria dirigida pelo Covid-19 organizada pela Innovative Medicines Initiative (IMI). Ambas são colaborações intersetoriais que unem várias empresas farmacêuticas e instituições acadêmicas especializadas para programas de pesquisa coordenados, com o objetivo de levar as moléculas mais promissoras adiante rapidamente, sem barreiras organizacionais.

Outra matéria sobre o tema: Indústria apresenta medidas ao governo para minimizar crise do coronavírus

Além disso, em resposta a um pedido urgente de P&D de coronavírus, emitido pela Federação Europeia de Indústrias e Associações Farmacêuticas (EFPIA), a companhia está contribuindo disponibilizando vários compostos de suas bibliotecas que são considerados adequados para testes antivirais in vitro.


Teste clínico


Nesse cenário de atenção mundial, quem também está em fase de estudos é a Roche. O grupo está trabalhando com a FDA, agência regulatória dos Estados Unidos, para iniciar ensaio clínico de Fase III randomizado, duplo-cego e controlado por placebo, em colaboração com a Autoridade de Pesquisa e Desenvolvimento Biomédico Avançado dos Estados Unidos (BARDA) para avaliar a segurança e eficácia do Actemra / RoActemra (tocilizumab) mais o padrão de atendimento em pacientes adultos hospitalizados com quadro grave de pneumonia por Covid-19 em comparação com placebo mais padrão de atendimento.


Trata-se do primeiro estudo global da Actemra / RoActemra nesse contexto e deve começar a inscrever já no início de abril, com objetivo de aproximadamente 330 pacientes em todo o mundo, incluindo os Estados Unidos. Os objetivos primários e secundários incluem variáveis ​​do estado clínico, mortalidade, ventilação mecânica e unidade de terapia intensiva (UTI).


"Estamos iniciando um ensaio clínico para estudar o Actemra / RoActemra para o tratamento de pessoas hospitalizadas com pneumonia por Covid-19, para que possamos estabelecer melhor o papel potencial do medicamento no combate a essa doença", disse o diretor-médico da Roche e chefe de desenvolvimento global de produtos, Levi Garraway, ao World Pharma News.

De acordo com ele, nestes tempos sem precedentes, o anúncio da companhia é um exemplo importante de como a indústria e os reguladores podem colaborar rapidamente para lidar com a pandemia causada pelo novo coronavírus, e compartilhar resultados o mais rápido possível.


Até o momento, existem vários ensaios clínicos independentes que exploram a eficácia e a segurança do Actemra / RoActemra no tratamento de pacientes com pneumonia por Covid-19. O medicamento foi incluído no 7º plano atualizado de diagnóstico e tratamento para Covid-19, emitido pela Comissão Nacional de Saúde da China (NHC) no último dia 3 de março.


No entanto, a nova pesquisa da Roche é vital, porque não existem estudos bem controlados e evidências publicadas limitadas sobre a segurança ou eficácia do Actemra / RoActemra no tratamento de pacientes que sofrem de Covid-19. O fármaco não está atualmente aprovado para esse uso por nenhuma autoridade de saúde, incluindo a FDA.


Participe do grupo de whatsapp do CDPI para receber notícias relacionadas à indústria farmacêutica. Clique aqui e faça parte do seleto grupo CDPI Notícias.

69 visualizações

​© 2018 CDPI PHARMA

CDPI-logo-aprovada-02.png
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Ícone cinza LinkedIn